11 julho 2014

Vózinha do meu coração


Hoje eu acordei com um sorriso no rosto, sabendo o quão minha família é importante para mim, o quanto minha mãe batalhou para me criar, me dar educação e me ensinar o que ela pode sobre o que é a “vida”. E minha vózinha, ah, minha vózinha é puro amor, meu maior tesouro, um anjinho de duas pernas que paira sobre a casa distribuindo amor, sabedoria e carinho todos os dias.


A hora do café da manhã é a minha preferida, minha vózinha e minha mãe sempre fazem tudo de mais gostoso que existe. Sinceramente ninguém bate essas duas na cozinha, também com mãos delicadas, os devidos cuidados na escolha dos alimentos e as recomendações da tabela nutricional têm como sair coisa ruim? Claro que não!


Com um beijinho no rosto e um abraço de urso, é como sou recebido pela governanta da casa, a vovó Benedita. Todos os dias não me canso de ver como ela se esforça a todo o momento para nos ver feliz, estar ali presente e nos educando a cada momento, zelando pela nossa segurança e mantendo em rígido a nossa alimentação sempre com a qualidade devida. Suas mãos pequeninas, delicadas e com sinais de muita história por trás delas, um sorriso meio torto, singelo e puro, seguido de um olhar cheio de brilho, com um sentimento de proteção e amor. Seus pequenos dentinhos de dentadura, que ela não hesita em brincar e fazer piada, essa é minha vó, é quem eu amo, admiro e respeito.


Sabe aquele dia que você quer sair e seus pais ficam no seu pé? Não deixam de jeito nenhum e ainda ficam falando um milhão de coisas que pode acontecer se você sair de casa? Então, os meus são assim, mas quem veio me salvar? A vovó Benedita! Com a sua autoridade, peito cheio e cabeça erguida lá em cima, vem ela falando em bom e alto tom, fazendo da sua autoridade uma lei que deve ser obedecida sem nenhum questionamento. Mamãe abaixa a cabeça e fica calada, papai tenta contornar a situação e mudar a decisão dela. Mas forte e sem pretensão de mudar de opinião, vovó é resistente e o convence de que eu posso e devo sair para me divertir. Dou um abraço apertado nela e aperto suas bochechas gostosas, ela me olha com uma expressão de autoridade e diz “Juízo, vovó ta de olho em você”, eu sorri e retribui “Amor da minha vida, coisa mais fofa desse mundo”, e fui me divertir. 


São 05:00 da manhã e acabei de chegar em casa, é aniversário da minha rainha, dona do lar, governanta dos nossos corações. Antes de ir para o quarto olhei pra porta do reino secreto da vovó e levemente abri a porta e olhei-a lá dormindo, parecendo uma criança e até um pinguimzinho, toda fofa de pijama, coberta e com a luz bem baixinha do abajur de cristais dourados que ela ganhou do vovô quando se casaram. Fechei a porta e fui pro meu quarto, mais tarde daria os devidos e merecidos parabéns pelo seu mais um ano de vida, e por encher nossos corações de alegria.


Despertei e com um aperto no coração, sabia que algo estava errado. Levantei-me e fui até o corredor, tudo no maior silêncio. Fui até o quarto da minha vózinha e estava tudo da mesma maneira que eu havia encontrado de manhã. Cheguei no quarto dos meus pais e eles também estavam dormindo. O relógio marcava 11:30, quando voltei a olhar meu pai estava despertando e perguntou se houve alguma coisa. Eu olhei e disse que não, e então ele perguntou se minha vó já estava acordada, respondi que não também. Ele me questionou dizendo que já estava “tarde” para a vovó não ter acordado ainda.
Acordamos minha mãe e descemos pra cozinha, pegamos o bolo e as velhinhas (o bolo estava lindo). Subimos as escadas devagarzinho da mesma maneira que descemos e nos aproximamos da porta do reino dela, entrando de leve com as velas acesas e cantando parabéns.


...

Meu pai segurava o bolo, minha mãe acendia as luzes e abria as janelas, e eu fui até a cama abraçar ela e encher de beijinhos. Quando toquei sua pele e senti o gelado, sem sinais de respiração e seus olhinhos de rainha fechados. Meu coração palpitou com três pontadas fortes e meu corpo ficou trêmulo, sem reação, meu rosto pálido e minha boca seca. “Vovó?” foi o que consegui dizer, foi meu último adeus!


Se você tem uma vózinha ou um vozinho, não deixa de dar aquele abraço, pedir benção, perguntar se está bem, ou dar aquele beijinho singelo e carinhoso. Eles são como nossos pais, verdadeiros heróis, guerreiros, que tem uma história que carrega em seus corações. Independente se seus avôs são rígidos, de consideração, chatos, legais, alegres, tristes, caducas, amorzinhos, todos eles merecem e se devem o respeito, a nossa merecida e respeitada educação. Sabe por que eu digo isso? Eu não conheci minha vó, não conheci meu vô, a única coisa que eu tenho comigo é uma fotografia dos dois juntos ainda jovens e casados. Não tive uma vózinha para me encher de mimos, carinho, comida, me proteger dos meus pais, me acolherem em seus braços para desabafos, me encher o saco, questionar 3.9489245 coisas sobre a minha vida, tirar selfie pro instagram, fazer declarações de amor no facebook ou encher o saco e dizer “Ta velhinha já”. Eles são únicos e insubstituíveis, então se os seus estão vivos que tal ir lá e dizer “Vó ou vô, eu te amo”, pois muitos como eu, gostaria de dizer isso!



“Vovó, meu coração bate sempre por ti” – Cecilia Fernandes (Vózinha faleceu)


"Essa é a minha vovó rainha, ela fez 96 anos em abril. Ela faz almoço todo o dia e cada filho tem um dia pra almoçar lá (meu pai almoça lá todos os dias porque se tornou o único filho homem - e favorito - desde que meu tio faleceu) e ela briga com eles se eles se atrasam! Ela é muito esperta, a audição não é mais a mesma, mas quando ela quer, ela escuta tudo! Teimosa que só, mesmo com cinco pontes de safena no coração ela não aquieta: já carregou um saco de cinco quilos de ração de cachorro por uma avenida inteira e recentemente desapareceu no meio de um churrasco porque "percebeu que não tinha sorvete e foi comprar". Ela faz roupinhas de tricô pra bebês e doa para famílias carentes. Adoro ouvir sobre quando ela e meu falecido avô tinham um circo. Ela é a coisa mais linda do mundo! Amo ela de montão, meu exemplo de vida". - Isabelle Hendges



“Você talvez não se lembre de mim, mas estou aqui” – Lu Cristina (Vózinha com Alzheimer)



“Você se foi, mas continua sorrindo no meu coração” – Marcela Kobayashi (Vózinha faleceu)



"Vou te colocar num potinho e guardar pro resto da vida <3" - Ana Lopes



“Acho que a minha ficha ainda não caiu. Hoje completa 1 mês que você se foi. Não parece verdade que não posso mais te ligar contando das aulas de cozinha que tive, não posso mais te dizer o quanto sou grata por você ter me ensinado a cozinhar, o que eu mais amo no mundo, e o que quero para o meu futuro. Posso ficar horas dizendo o que não posso te contar...  Mas o que importa mesmo é que você esta vendo tudo, onde quer que seja o paraíso que você está. Eu sei que você ouve tudo o que te conto em minhas orações.
Me desculpa por chorar de saudades, por ela ainda doer tanto em mim. Eu ainda não sei lidar com isso, eu mal consigo falar sobre...  Você ter ido pra nunca mais voltar... 
Vó, a saudade aqui ta demais.. Mas a gente se encontra qualquer dia! Obrigada não por ter sido, e sim por SER a melhor avó, a qual me guiou sempre para os melhores caminhos da vida! Meu amor por você não cabe nesse mundo! Ele transborda pra todos os lugares e vidas possíveis. Te amo MUUITO. E morro de saudades, todo tempo. Deus está mais do que bem acompanhado. Ele está com a minha jóia linda”. – Stella Marim (Post dedicado a ela e sua vózinha).


Dedicado a todos os avós <3

Agradecimentos: leitores DDM, meus avôs, Carolina Guterres, Monique Pires, Mariana Ferrari, Ana Caroline, YsadoraGellert, Ana Lopes, Ana Beatriz, Deborah Dragoni, Beatriz Coelho, Flávia Gutierres, Laura Rodrigues, Cecilia Fernandes, Lu Cristina, JoiceStempovski, Marcela Kobayashi, Isabelle Hendges.

Imagens: Blog da Anne, Leitores DDM, Stella Marim 

25 comentários:

  1. Ai que amor <3 Taí algo que poderia ser infinito: Avós. Até hoje eu fico mexendo no cabelo branco da minha vó até pegar no sono. Tenho vontade de parar minha vida e ir cuidar dela. Amo tanto, que sou capaz de tudo. Amei o post.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É amor que não acaba mais, né, Laura?! Fico feliz que tenha gostado e você tem uma vó incrível! :D

      Excluir
  2. que fofo ...lindo amei ...me emocionei ...<3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que tenha gostado, Lu. Beijos e obrigado.

      Excluir
  3. que post liiiiiindo!! emocionei, to com saudade da minha vozinha, ela mora tão longe :/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aline, sempre que der vai visita-lá, com certeza será uma sensação única e maravilhosa. :D

      Excluir
  4. OWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWN QUE POST MAIS AMORZINHO VINI! :')

    Amo todas as vovos do mundo todo, afe hahahahaha, são umas fofas.
    E estou te seguindo aqui meu bem. Besitos!

    www.lalonita.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vovós são puro amor, né?! Coisa linda <3

      Excluir
  5. Meu Deus Stanlley, conseguiu me colocar em prantos!!! Obrigada por isso, me apaixonei por todas as fotos, declaraçoes e texto!
    Beijos, to seguindo, TTB.

    www.aiquefase.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nhonho, são todas umas fofuras, né?! Fico feliz que tenha gostado. Beijos.

      Excluir
  6. Que vovós mais fofas! Bateu uma saudade das minhas :((( haha
    Uma não chego a lembrar dela pq eu tinha uns 4 aninhos quando ela morreu, a outra faz 3 anos que me deixou... Faz MUUITA falta, ngm cozinha como ela hahaha
    ps: AMEI O DESIGN DO SEU BLOG <3 <3
    ~~TTB
    http://www.sorvetedepistache.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Nicolle, vózinhas deixa uma saudade enorme mesmo, mas que tal amar a do vizinho, hein?! HAHAHA <3

      Excluir
  7. ISSO É INJUSTO
    É INJUSTO COM MEU CORE
    É INJUSTO COM MEU PSICOLÓGICO
    É INJUSTO COM MINHA VIDAAA

    Que post lindo. Encantador. Maravilhoso. Tudo de bom. Eu chorei horrores sim, obrigada.

    Você escreve muito bem moço.

    Cafeína Aguda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nhoooo Mari, fico feliz que tenha gostado, vovós merecem todo o nosso amor, carinho, respeito e dedicação sempre <3

      Excluir
  8. Postagem maravilhosa, Stanlley.

    Parabéns.

    ResponderExcluir
  9. Seu blog é tão lindo, adorei mesmo! Minha vó adorou ver a foto dela aqui hahaha
    a-m-e-i seu post, quanto amor ♥
    Flatografando

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awwwwn, mande ela vir visitar mais vezes, é muito bem vinda.

      Excluir
  10. Como não se emocionar com esse seu post?! Já me lembrei da minha vó que já faleceu, lembrei do amor do meu pai, amor infinito, pronto para dar a vida por mim, que infelizmente já faleceu! Aff....pensamento a mil, lágrimas escorrendo!!!
    Arrasou!!!

    Beijos
    http://www.popularnorio.com.br/
    TTB

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma saudade e amor que fica para sempre no nosso coração. <3 Beijos.

      Excluir
  11. Que post lindo ç.ç ~lágrimas escorrendo~ queria ter tido a oportunidade de ter participado rs fica pra próxima!
    Lindo post <3
    Mari do Retrocesso
    (TTB)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza muitas oportunidades vão vir. Obrigado pelo carinho, Mari. :D

      Excluir
  12. Ah, que post maravilhoso, ficou sensacional. Muitas emoções e sentimentos correndo em minhas veias neste momento. Tive minhas avós, mas faleceram quando eu ainda era criança... Um avô meu, eu estava com meus 10 anos, faleceu de alzheimer, e meu único vô, via ele raramente, pois morava em outra cidade e ele parecia não gostar muito de quando íamos visitá-lo. Ele faleceu enquanto eu estava no exterior... Não tive experiencias muito boas com meus avós, pelo menos não que me lembre. Tenho um pouco de desprezo por estes jovens que tem os avós por perto mas não fazem questão de nem dá-los um abraço, triste... Mas é a realidade que nos rodeia :(
    Pelo menos todos que resenharam aqui neste post tratam os avós com muito carinho, o que me conforta.

    Um beijo,
    Ohana do Don't be so shy (Grupo TTB) <3

    ResponderExcluir
  13. Preciso nem falar que fiquei mega emocionada lendo esse post, né?
    SOU APAIXONADA POR VELHOOOOS ♥
    Eu amo meus avós mais que tudo e só de pensar em perdê-los um dia bate um desespero dentro de mim :(
    Lindo seu texto, parabéns ♥

    Beijos, Isa do www.isabelaseixas.com (Grupo TTB)

    ResponderExcluir
  14. Fiquei muito emocionada. Só minha vó e meu vô. Dois já estão no céu e como queria ter mais tempo se conhecê-los melhor. Sinto falta disso.

    beijos
    May - TTB

    ResponderExcluir